10 ANOS

Desde julho de 2007 a debater ideias e a defender causas.

terça-feira, 8 de abril de 2014

Cantinas Sociais e a Emergência Alimentar

O número de cantinas sociais tem vindo a aumentar e expandir-se, atingindo neste momento as 811 unidades, de cantinas sociais espalhadas de Norte a Sul, e são um sintoma claro da situação de crise e de grave carência económica em que vive uma parcela considerável da população portuguesa, tal como um flagelo silencioso do qual não se fala, e por vezes- finge-se que não existe.

As Cantinas Sociais pertencem regra geral, a IPSS's Institutos Particulares de Solidariedade Social, entidades sem fins lucrativos, que atuam em colaboração com o ISS Instituto de Solidariedade Social de Portugal, inseridos por sua vez no PEA Programa de Emergência Alimentar através da RSCS Rede Solidária de Cantinas Sociais, cujo objetivo é suprir as necessidades alimentares dos indivíduos e famílias em situação de vulnerabilidade socioeconómica, através da disponibilização de refeições quentes, a serem consumidas no domicílio.

Segundo dados noticiados no DN Diário de Notícias, foram distribuídas no ano de 2013, cerca de 14 milhões de refeições, a agregados em situação de total dependência, sendo as maiores causas o desemprego, viuvez, divórcio e doença.

O aumento exponencial do desemprego em Portugal, muito embora os dados oficiais tentem disfarçar os números, através de formações dentro do âmbito do Programa VIDA ATIVA, a realidade é que o aumento só não é maior, porque uma grande parte da população jovem e composta maioritariamente por licenciados emigrou, tal como aconselhado pelo Primeiro-ministro Passos Coelho, no início do seu governo, e isso revela-nos que há um grave problema social, e político em Portugal, O Problema a meu ver, está em quem desenha as políticas publicas, esquecendo de conhecer a realidade de quem arregaça as mangas, e esquecendo-se de que é preciso desenhar convictamente politicas sociais, não para remediar, mas sim para consertar e construir um País melhor e mais justo.

De Filipe de Freitas Leal

Abaixo, pode ver a Reportagem do Jornal I (Informação)



Diário de NotíciasCantinas sociais serviram mais de 14 milhões de refeições
Jornal de Notícias: Refeições em Cantinas Sociais aumentam 25%

Sobre o Autor

Filipe de Freitas Leal nasceu em Lisboa, em 1964, estudou Serviço Social pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa. Estagiou como Técnico de Intervenção Social numa Instituição vocacionada à reinserção social de ex-reclusos e apoio a famílias em vulnerabilidade social, é blogger desde 2007, de cariz humanista, também dedica-se a outros blogs de temas diversos.

0 comentários :

Enviar um comentário