10 ANOS

Desde julho de 2007 a debater ideias e a defender causas.

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Música - Tanto Mar - Chico Buarque

Sei que estás em festa, pá
Fico contente
E enquanto estou ausente
Guarda um cravo para mim
Eu queria estar na festa, pá
Com a tua gente
E colher pessoalmente
Uma flor no teu jardim

Sei que há léguas a nos separar
Tanto mar, tanto mar
Sei, também, que é preciso, pá
Navegar, navegar
Lá faz primavera, pá
Cá estou doente
Manda urgentemente
Algum cheirinho de alecrim
Foi bonita a festa, pá
Fiquei contente
Ainda guardo renitente
Um velho cravo para mim
Já murcharam tua festa, pá
Mas certamente
Esqueceram uma semente
Nalgum canto de jardim
Sei que há léguas a nos separar
Tanto mar, tanto mar
Sei, também, quanto é preciso, pá
Navegar, navegar
Canta primavera, pá
Cá estou carente
Manda novamente
Algum cheirinho de alecrim


Autor Filipe de Freitas Leal

contador de visitas Leituras visualizações

Sobre o Autor

Filipe de Freitas Leal nasceu em Lisboa, em 1964, estudou Serviço Social pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa. Estagiou como Técnico de Intervenção Social numa Instituição vocacionada à reinserção social de ex-reclusos e apoio a famílias em vulnerabilidade social, é blogger desde 2007, de cariz humanista, também dedica-se a outros blogs de temas diversos.

1 comentários :

Aqueles que acreditam no 25 de Abril, deveriam ter visto com profundidade o olhar daqueles que estavam no Rossio a comemorar o 25 de Abril deste ano. Nunca vi tanta tristeza e desilusão dum povo sem auto estima, confiança, sem esperança no amanhã. Detesto dizer, que a hipocrisia das pessoas iludem-se com aquilo que vai na alma de cada um. Um dia a carapaça cai e deixem a juventude e as crianças serem livres das guerras do passado, das histórias que amargam a alma da juventude, porque estas «velhas carcaças» de hoje, estragaram-lhes o futuro de amanhã.

Enviar um comentário