10 ANOS

Desde julho de 2007 a debater ideias e a defender causas.

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Música - A Miragem - Marcos Viana

Ah! Se pudéssemos contar
As voltas que a vida dá
Para que a gente possa
Encontrar um grande amor...
É como, se pudéssemos contar
Todas as estrelas do céu
Os grãos de areia desse mar
Ainda assim...
Pobre coração
O dos apaixonados
Que cruzam o deserto
Em busca de um oásis em flor
Arriscando tudo por
Uma miragem
Pois sabem que há uma fonte
Oculta nas areias...
Bem aventurados
Os que dela bebem
Porque para sempre
Serão consolados...
Somente por amor
A gente põe a mão
No fogo da paixão
E deixa se queimar
Somente por amor...
Movemos terra e céus
Rasgando sete véus
Saltamos do abismo
Sem olhar para trás
Somente por amor
E a vida se refaz...
Oh tempestade vem,
Me abraça e me devora
Em teu manto sagrado,
Bem-aventurança,
Êxtase e glória.
Sementes de um amor, areia e pó.
Que o vento do deserto carregou,
Rasgando a solidão,
Retornam os girassóis, no templo do amor
O novo deus nasceu.
E a morte não é mais, para nós!



Por Filipe de Freitas Leal

contador de visitas Leituras visualizações

Sobre o Autor

Filipe de Freitas Leal nasceu em Lisboa, em 1964, estudou Serviço Social pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa. Estagiou como Técnico de Intervenção Social numa Instituição vocacionada à reinserção social de ex-reclusos e apoio a famílias em vulnerabilidade social, é blogger desde 2007, de cariz humanista, também dedica-se a outros blogs de temas diversos.

0 comentários :

Enviar um comentário