10 ANOS

Desde julho de 2007 a debater ideias e a defender causas.

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Humanistas de Israel declaram-se minoria

Protestos em Israel contra segregação.
O IDI Instituto Democracia Israel, foi fundado em 1991, como um grupo não partidário e não religioso e de cariz fundamentalmente humanista.
O instituto publicou recentemente uma pesquisa sobre a sociedade israelita, cujas principais conclusões referem que 90% dos israelitas vem e participam dos principais rituais judaicos, circuncisão, bar mitzva, casamentos e funerais religiosos, bem como festas judaicas, bem como consideram importante que se cumpram esses rituais; 80% além de participarem acreditam verdadeiramente em Deus; 67% acreditam que o povo judeu é o povo escolhido por Deus; 65% acreditam na Toráh; 24% do judeus são ortodoxos ou ultra-ortodoxos.
No entanto a sociedade é menos religiosa que nos Estados Unidos, no entanto os ortodoxos dominam a vida social e cultural de Israel.
Os humanistas em Israel declararam-se como uma minoria religiosa em Israel, devido ao facto de a sociedade Israel,

O IDI defende que a sociedade deve permitir o pluralismo e tornar-se secular, mas como isso não está ainda no horizonte próximo, os humanistas por exemplo declararam-se como uma minoria religiosa, justamente por esse motivo, pois como seculares não teriam o mesmo reconhecimento e apoio. A origem disso é a critica acirrada contra a esquerda secular, que dominou a vida política em Israel no que se refere a elites politicas, culturais e judiciais, a postura atual e as criticas ao secularismo geram uma confusão na sociedade sobre o que é o secularismo e a democracia liberal, que em nada impediu ou impedirá a religiosidade das pessoas.
O artigo é publicado no jornal diário israelita “Haaretz” (O País) veja aqui.

Texto escrito conforme o Acordo Ortográfico - Convertido pelo Lince

1 comentários :

Temos uma visão muito diferente a respeito do que penso da questão Israel/Palestina.
Não apoio nenhum lado,onde homens e mulheres impunham armas e disparam contra outro ser humano. Fala-se muito pouco do direito do povo Palestino, como um povo deslocado de sua terra Natal. A hipocrisia dos países como Estados Unidos, Inglaterra e França,causaram a destruição da identidade de um povo: os Palestinos. O Ódio e a Intolerância e a falta de Perdão, vai além da questão religiosa. Trata-se apenas de questão puramente política. Não perdemos a nossa identidade como povo por viver noutro país, desde que este reconheça as diferenças culturais deles e respeitem a sua identidade como povo e cidadão. Não dar a liberdade do povo Palestino de circular livremente em direção ao seu trabalho ou às suas terras de cultivo, é privar um povo de sua auto-determinação.

Enviar um comentário