10 ANOS

Desde julho de 2007 a debater ideias e a defender causas.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Ascensão da Extrema Direita, a França em Choque

O resultado das eleições regionais francesas, foi sobretudo surpreendente, na medida em que não se esperava, e pelas consequências políticas que poderão causar, tendo em conta que o partido que sai vencedor destas eleições, a FN Frente Nacional de Marine Le Pen, é agora o maior partido de toda a França, e o é por ter sido guindado a este resultado como consequência dos atentados ocorridos em Paris.
A França desta manhã é uma França transformada, e nada voltará a ser o que era antes, o país sofreu duas grandes humilhações, a primeira foi contra a liberdade de imprensa, a 7 de janeiro de 2015 com os ataques ao Charlie Hebdo, a segunda em novembro com os ataques de Paris causando 140 mortos. Mas a principal vitima, foi a sociedade francesa, que refugiada no medo, volta-se para a extrema direita como salvadora da pátria no combate ao terrorismo, em detrimento dos direitos e garantias vigentes no regime democrático de um Estado de Direito herdeiro da Revolução Francesa e da já universal e consagrado lema: "Liberté, egalité et fraternité".
Nestas eleições, o retrato dos eleitores é surpreendente e nitidamente claro com espectro do terramoto político que paira sobre toda a Europa, sendo que do eleitorado que votou na extrema direita, foram de 43% da classe operária; 36% dos restantes trabalhadores de diversos setores; 35% são jovens entre os 18 e os 24 anos.
Só as classes media alta e alta, e os eleitores com formação superior resistem ao fenómeno da Frente Nacional e do seu discurso radical, xenófobo, racista e antissemita.
Esperemos que por agora seja apenas um mero susto eleitoral, mas deve-se ter em conta que uma vez instalados no poder autárquico dos municípios e das Regiões Administrativas, poderá vir a criar-se a máquina eleitoral que dará obviamente o suporte para a conquista do poder; e isto já o vimos antes, em 1925 com o Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães liderado por Adolf Hitler, o único ditador a chegar ao poder por meio de eleições livres.

Autor Filipe de Freitas Leal

Sobre o Autor

Filipe de Freitas Leal nasceu em Lisboa, em 1964, estudou Serviço Social pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa. Estagiou como Técnico de Intervenção Social numa Instituição vocacionada à reinserção social de ex-reclusos e apoio a famílias em vulnerabilidade social, é blogger desde 2007, de cariz humanista, também dedica-se a outros blogs de temas diversos.

0 comentários :

Enviar um comentário