terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Zika - A Epidemia que Assusta o Mundo

Dia 1 de fevereiro a OMS reuniu-se de emergência com vista a encontrar-se estratégias a nível mundial para conter o vírus Zika, que se supõe, poderá vir a contaminar mais e 4 milhões de pessoas em toda a América. A comunidade internacional está simultaneamente em estado de alerta máximo e perplexidade perante este surto.
Após um ano de combate ao vírus da Dengue e da Chicungunya o Brasil e o Mundo são alarmados, com o aparecimento do vírus Zika, cujos sintomas são inexistentes em cerca de 75% das pessoas contaminadas e na fase de encubação do vírus, sendo que o sintoma mais assustador é a microcefalia que surge nos recém-nascidos afetados pelo vírus durante a gestação.
No ano de 2015, mosquitos geneticamente modificados, cujo objetivo era não permitir a reprodução dos mosquitos, esses insetos modificados foram introduzidos na natureza e nas zonas mais afetadas pela Dengue, poderá haver uma ligação entre uma coisa e outra, há cientistas que afirmam que sim, outros são céticos.
O que nos assusta não é apenas a microcefalia, mas o facto de que o vírus é transmitido também de um humano contaminado para um inseto são, passando este inseto a ser um vetor da transmissão do vírus a outros humanos e a outros insetos, bem como a pessoa infetada é também ela portador e transmissor do vírus para outras pessoas por via de relações sexuais.




Autor Filipe de Freitas Leal


Sobre o Autor

Filipe de Freitas Leal nasceu em Lisboa, em 1964, estudou Serviço Social pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa. Estagiou como Técnico de Intervenção Social numa Instituição vocacionada à reinserção social de ex-reclusos e apoio a famílias em vulnerabilidade social, é blogger desde 2007, de cariz humanista, também dedica-se a outros blogs de temas diversos.

0 comentários :

Enviar um comentário