10 ANOS

Desde julho de 2007 a debater ideias e a defender causas.

domingo, 13 de setembro de 2015

Marcelo Igual a Marcello

Marcelo Rebelo de Sousa, é o que se pode chamar de um político polivalente, atualmente é professor catedrático de direito e comentador político (e não só) na TVI, sendo de há muito tempo o comentador mais popular e o mais mediático em Portugal.
Marcelo Rebelo de Sousa, foi membro da Ala Liberal durante o governo de Marcello Caetano no inicio dos anos 70, foi ainda em 1973 co-fundador com Pinto Balsemão, do Semanário Expresso, do qual foi jornalista e veio a ser posteriormente diretor; Após a Revolução de 25 de Abril 1974, fundou juntamente com Sá Carneiro, Magalhães Mota e Pinto Balsemáo, o Partido Popular Democrático (PPD/PSD) partido pelo qual foi eleito deputado à Assembleia Constituinte em 1975, tendo sido eleito Presidente do respectivo partido, em 1996, cargo que exerceu até 1998.
Quando do seu afastamento da politica, Marcelo Rebelo de Sousa, manteve-se como Professor catedrático e passou a ser comentador politico, inicialmente na RTP1 (Estação de televisão pública de Portugal), é sem dúvida um comunicador nato, e uma pessoa que fala com eloquência, mas tem também algo em comum com Marcello Caetano, o antigo e último Presidente do Conselho do Estado Novo.
Marcello Caetano, fora aliás, um dos ministros do governo de Salazar, que se esforçou para instalar nos anos 50 a TV em Portugal, algo que desagradava de todo a Salazar, Caetano no entanto conseguiu convencer Salazar e a RTP fora fundada em 1955, tendo sido inauguradas as emissões regulares a 7 de março de 1957.
M. Caetano no Programa "Conversas em Família"
Foi inclusive o próprio Marcello Caetano, a tirar proveito disso quando Presidente do Conselho, utilizou a televisão para comunicar ao país num programa que se intitulava de "Conversas em Família" e que ia ao ar todas as semanas, onde Caetano explicava aos portugueses as suas ideias para Portugal e o Mundo; além disso, Caetano ao contrário de Salazar visitava o interior e contactava com os populares, chegou a fazer visitas oficiais às colónias portuguesas em Africa, entre elas a Província Ultramarina de Moçambique da qual era governador, Baltasar Rebelo de Sousa pai de Marcelo Rebelo de Sousa. 
Marcelo Rebelo de Sousa, assemelha-se a Caetano nisto, o de saber aproveitar os meios de comunicação de massas para chegar até ao cidadão comum, numa espécie de conversas em família, com análise política à hora do jantar, onde no domingo todos os portugueses já regressaram a casa, e onde sabe juntar temas mais populares para além da política, mas Marcelo vai mais longe e utiliza também as novas redes sociais da internet adequando-se ao estilo dos mais jovens, e de igual modo, contacta os populares, indo até ao terreno dos adversários políticos, tal como que a romper os preconceitos e as barreiras ideológicas dos seus correlegionários, indo mesmo visitar a Festa do Avante, que é organizada pelo Partido Comunista Português (PCP) e que tem o nome do Órgão oficial daquele partido.

Contudo se Marcelo é igual a Marcello, no aproveitamento dos meios de comunicação, os tempos são outros, pelo que a suas possíveis pretensões de candidatar-se à Presidência da República em 2016, não contam facilmente com o apoio da liderança tecnocrata do PSD, que já afirmou dar apoio a Rui Rio. Neste cenário, e com todo o apoio que angariou, Marcelo só precisa de coragem e apoios extra-partidários para avançar sozinho para a corrida às presidenciais. contudo nisto espera ele não ser igual a Marcello Caetano, que apesar de comunicativo e de ter inicialmente o apoio popular, acabou só, tanto no fim do Regime que não soube mudar, como no exílio do Brasil após ser deposto e onde veio a falecer em 1980.


Autor Filipe de Freitas Leal

Sobre o Autor

Filipe de Freitas Leal nasceu em Lisboa, em 1964, estudou Serviço Social pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa. Estagiou como Técnico de Intervenção Social numa Instituição vocacionada à reinserção social de ex-reclusos e apoio a famílias em vulnerabilidade social, é blogger desde 2007, de cariz humanista, também dedica-se a outros blogs de temas diversos.

0 comentários :

Enviar um comentário