10 ANOS

Desde julho de 2007 a debater ideias e a defender causas.

terça-feira, 22 de julho de 2014

A Lusofonia perdeu João Ubaldo Ribeiro

Um homem multifacetado, formado em direito, professor, jornalista, colunista, romancista e roteirista/guionista de cinema, João Ubaldo Ribeiro, deixa-nos mais pobres, deixa o mundo da lusofonia incalculávelmente mais pobre.

Nascido no Estado da Bahia, na cidade de Itaparica, em 1941, João Ubaldo Ribeiro vivia atualmente na cidade do Rio de Janeiro, onde faleceu dia 18 de julho, 
formado em direito, e tendo sido professor, é contudo nas artes que o seu desaparecimento é profundamente sentido, mas com um até já, como o dos grande artistas e autores, pois a sua obra deixou-nos como um grande legado a ser lido, estudado e explorado para a melhor compreensão da cultura brasileira e das várias vertentes socio-culturais e históricas que a formam, dentro do espectro do pensamento político bastante critico, mas acima de tudo o que um grande artista como Ubaldo Ribeiro pretende é a consciencialização de sermos nós a ver com os nossos olhos, não havendo verdades absolutas, e muito menos ideias feitas ou acabadas.

Dos seus mais famosos livros, destacam-se "A casa dos budas ditosos", e também "Viva o Povo Brasileiro", era tido como um escritor de grande senso de humor, e sensualidade. 


Este artigo respeita as normas do novo Acordo Ortográfico.


Sobre o Autor



 - Nasceu em 1964 em Lisboa, é estagiário em Serviço Social, numa ONG, tendo se licenciado pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa - ISCSP/UL, Fundou este blog em 2007, para o debate de ideias e a defesa do ideal humanista, edita ainda outros blogs, desde filosofia à teologia e apoio autodidático. (ver o Perfil)

0 comentários :

Enviar um comentário