10 ANOS

Desde julho de 2007 a debater ideias e a defender causas.

quarta-feira, 21 de maio de 2014

Poesia - E Não Sobrou Ninguém - Martin Niemöller

Martin Niemöller(1892-1984) nascido na Alemanha, foi um pastor luterano, que não aceitou submeter a sua igreja ao regime nazista do III Reich, que impunha a adulteração da teologia cristã ao serviço dos interesses ideológicos arianos, foi perseguido e preso por duas vezes, sendo que da ultima Hitler não aceitou a sua libertação após o cumprimento da pena, enviando-o como prisioneiro pessoal para um campo de concentração, o último dos quais em Daschau, onde esteve até ao fim da II Guerra Mundial.

Este sacerdote protestante foi um exemplo de luta, consciência civica e humanismo, que soube levar até às últimas consequencias. Sobreviveu no entanto e ficou famoso pela sua luta e pelo modo coerente como viveu.

O poema abaixo é adaptado de um outro do mesmo nome, da autoria de Vladimir Maiakovski. 

E não sobrou ninguém

"Quando os nazistas levaram os comunistas,
eu calei-me, porque, afinal, eu não era comunista.
Quando eles prenderam os sociais-democratas,
eu calei-me, porque, afinal, eu não era social-democrata.
Quando eles levaram os sindicalistas, eu não protestei,
porque, afinal, eu não era sindicalista.
Quando levaram os judeus, eu não protestei,
porque, afinal, eu não era judeu.
Quando me levaram, 
não havia mais quem protestasse"

Autor Filipe de Freitas Leal


Sobre o Autor

Filipe de Freitas Leal nasceu em Lisboa, em 1964, estudou Serviço Social pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa. Estagiou como Técnico de Intervenção Social numa Instituição vocacionada à reinserção social de ex-reclusos e apoio a famílias em vulnerabilidade social, é blogger desde 2007, de cariz humanista, também dedica-se a outros blogs de temas diversos.

0 comentários :

Enviar um comentário