10 ANOS

Desde julho de 2007 a debater ideias e a defender causas.

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Poema # 44 - Sigo em Frente

Mesmo com todas as dores,
Eu sigo em frente.
Porque o passado que conheço já passou
Não o posso mudar.

Acima de todas as incertezas,
Eu sigo em frente.
Porque desconheço o futuro,
E não o posso evitar.

Apesar das dificuldades,
Eu sigo em frente,
Porque a cada manhã construo
A minha Vida

As dores dão lugar à satisfação,
As incertezas cedem perante a fé,
As dificuldades são superadas
Pelo belo esforço do sorriso.

E o suor que o meu corpo conhece,
Não é menos da labuta que do calor,
Ponho no futuro o que minh'alma tece
E o que meu coração almeja com fulgor.

Obrigado meu Pai, eu creio em Ti.
Porque sempre supriste todas as minhas necessidades,
Apaziguaste meu coração
Alegraste com Fé a minha Alma.

Mostras-te a luz azul que não se apagará,
Nos raios brancos cintilantes de prata,
E sereno senti que em Ti, minha vida está,
Sedenta, confiante e confusa mas grata.



Autor Filipe de Freitas Leal

Sobre o Autor

Filipe de Freitas Leal nasceu em Lisboa, em 1964, estudou Serviço Social pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa. Estagiou como Técnico de Intervenção Social numa Instituição vocacionada à reinserção social de ex-reclusos e apoio a famílias em vulnerabilidade social, é blogger desde 2007, de cariz humanista, também dedica-se a outros blogs de temas diversos.

0 comentários :

Enviar um comentário