sábado, 23 de novembro de 2013

Poema # 26 - O Que o Peito Encerra

Podeis me ver a alma?
Então dir-me-eis como ela é.
Vós que vedes de fora, vedes a casa toda,
Eu apenas vejo
Estas paredes que me cercam.

Mas se me vedes,
No meu corpo, por inteiro,
Não julgueis,
Que o que vedes seja o todo,
Pois só eu sinto
O que o peito encerra.




Autor Filipe de Freitas Leal


Sobre o Autor

Filipe de Freitas Leal nasceu em Lisboa, em 1964, estudou Serviço Social pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa. Estagiou como Técnico de Intervenção Social numa Instituição vocacionada à reinserção social de ex-reclusos e apoio a famílias em vulnerabilidade social, é blogger desde 2007, de cariz humanista, também dedica-se a outros blogs de temas diversos.

Reacções:

0 comentários:

Enviar um comentário

Twitter Facebook blogger E-mail Print Friendly Favorites More

 
Projeto gráfico pela Free WordPress Themes | Tema desenvolvido por 'Lasantha' - 'Premium Blogger Themes' | GreenGeeks Review