Raif Badawi o Direito de Ser Blogger

Somos todos Raif Badawi, se acreditamos que a liberdade de expessão é um direito inalienável da Pessoa Humana, então todos somos Raif Badawi.

O Humanismo

O Humanismo mais que uma ideologia é uma praxis ao alcance de cada um de nós, somos chamados a fazer o que estiver ao nosso alcance e de acordo com as nossas possibilidades em prol do bem comum.

A Terceira Idade e a Cultura Intergeracional

A revolução grisalha, e a cultura de uma sociedade intergeracional, juntanto-se a todo o conjunto de uma cultura de inclusão, a força da juventude e a sabedoria da idade produzem um mundo novo.

Solidariedade Social

A solidariedade social, mais que comunhão de esforços em prol de causas é o dar-se em prol dos nossos semelhante, é um dos temas centrais deste blog,.

Trabalhos Académicos, do Serviço Social e Sociologia à Ciência Política

Desde 2010 que o Etcetera, disponibiliza para consulta, um conjunto de estudos académicos de várias áreas da ciência, como sociologia, psicologia, ciência política, economia social entre outras.

Sugestões de Leitura - Lista de Livros

Lista de Livros, sugestão dos mais importantes da Literatura Universal e Humanista, o mais importante é ler bons livros e não sermos guiados pelos livros da moda.

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Elaborar e Redigir Trabalhos Académicos

Um trabalho académico, é antes de tudo, um dos elementos fulcrais da vida de um estudante universitário, pois trata-se no fundo de um trabalho cientifico  feito de uma pesquisa ou um estudo, que visa compreender os fenómenos, em várias áreas cientificas, através de determinados textos científicos anteriores, dados estatísticos entre outros, que nos auxiliem na compreensão das causas e efeitos de determinados fenómenos, e diversas áreas da ciência, levando assim o aluno a estudar fazendo, e fazer estudando, ou ainda por outras palavras é também um instrumento que permite ao aluno a reflexão.

Segundo a conceituada plataforma brasileira de ensino a distância Planeta EAD, sobre os objetivos fundamentais que um trabalho, académico deve ter em conta, são:
1º observar o fenómeno, a visão e compreensão do fenómeno;
2º explicar o fenómeno, reflexão do mesmo;
3º elaborar o trabalho, a partir de um ou mais textos científicos.

Há para além disso a necessidade de complementar o trabalho corroborando as suas ideias com o texto cientifico, apoiando-se noutros textos pertinentes ao estudo, do qual sairá a sua informação bibliográfica.

Há para este tema de como elaborar e redigir trabalhos académicos, numa vasta informação quer bibliográfica quer infográfica, sobre a elaboração de trabalhos académicos, fundamentalmente todos corroboram, em maior ou menor grau as informações no que toca à padronização dos trabalhos académicos, com respeito às normas ISO.

Dentre os elementos que se deve ter em conta são, a Capa, o frontispício, o índice  o corpo do trabalho, a bibliografia, entre outros elementos de suma importância, pelo que colocamos  abaixo o manual em pdf, que contém as normas para a redação de trabalhos académicos, o respetivo manual é da autoria do Concelho Cientifico da Escola Superior de Saúde de Alcoitão - Portugal.

 Manual Redação de Trabalhos Académicos - consulta Aqui

Autor Filipe de Freitas Leal

Sobre o Autor

Filipe de Freitas Leal nasceu em Lisboa, em 1964, estudou Serviço Social pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa. Estagiou como Técnico de Intervenção Social numa Instituição vocacionada à reinserção social de ex-reclusos e apoio a famílias em vulnerabilidade social, é blogger desde 2007, de cariz humanista, também dedica-se a outros blogs de temas diversos.

domingo, 13 de outubro de 2013

Almoço Improvisado - Sopa Alentejana

A Tradicional Sopa Alentejana.
Como não sabia o que fazer, decidi improvisar uma sopa alentejana, para um almoço tardio, é simples, em vez de coentros coloquei salsa, bastante salsa moída com sal e alho, cozi a mistura numa panela e juntei-lhe fatias de pão, após estar a ferver, retirei as fatias de pão pu-las nos pratos e por cima ovos crus, que ficaram escalfados com a água a ferver da panela, fiquei surpreendido como ficou tão bom logo à primeira vez.
Um excelente prato sobretudo para os dias frios e em que o tempo para cozinhar é curto, este prato tem a vantagem de aproveitar-mos o pão que ficou duro durante a semana.

Texto escrito conforme o Acordo Ortográfico
contador de visitas Pessoas Viram este artigo

Sobre o Autor

 - Nasceu em 1964 em Lisboa, é estudante de Serviço Social no  Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas - ISCSP, Fundou este blog em 2007, para o debate de ideias e a defesa do humanismo, edita outros blogs, cujo teor vai da filosofia à teologia, passando pelo apoio ao estudo autodidático. (ver o Perfil  

Caldo Verde Kosher

Pus-me a pensar, como fazer um caldo verde sem chouriço, ou melhor como fazê-lo bem e de modo kosher, lembrei-me de usar caldo de legumes, um pouco de alho, azeite e sal tudo q.b. depois de a água estar a ferver, juntei-lhe puré de bata-ta de embalagem, aos poucos até engrossar o caldo, adicionei rodelas de chouriço de peru, e por fim adicionei a couve galega já cortada.

Ficou uma delicia, caso queiram podem colocar, rodelas de enchidos de soja ou de aves.

contador de visitas Pessoas Viram este artigo

Sobre o Autor

Filipe de Freitas Leal é Licenciado em Serviço Social pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa. Estagiou como Técnico de Intervenção Social numa ONG, vocacionada à reinserção social de ex-reclusos e apoio a famílias em vulnerabilidade social, É Blogger desde 2007, com o ideal de cariz Humanista, além disso dedica-se a outros blogs de cariz filosófico, teológico e poético.

Receita Kosher - Ervilhas com Ovos Escalfados

Pratos kosher, são feitos de acordo com a dieta judaica, que visa uma alimentação mais saudável, que evitam a carne de porco, coelho, animais de caça, e tem como base o não sofrimento dos animais que nos servem de alimento.

Deixo-vos aqui uma receita, de um prato tradicional português, mas confeccionado de acordo com a dieta kosher, Ervilhas com ovos escalfados.

Faz-se o refogado - corta-se uma cebola grande em meias luas, e colocamo-as num tacho, com três colheres de sopa de azeite virgem, juntamos dois ou três dentes de alho cortados em lâminas, depois de alourado juntam-se rodelas de Chouriço de Peru, ou de outras aves na falta desta, mexe-se bem a pouco e pouco para não agarrar ao fundo, e deixa-se alourar, procure informar-se pelo rótulo da embalagem que não há gordura suína no enchido. Pode-se colocar como opção, chouriço de soja.

Cozedura - depois de o refogado e os chouriços de peru, estarem fritos, junta-se um copo de água, dois tomates picados, e 25 ml de polpa de tomate, as ervilhas, e deixa-se cozer por 20 minutos. adicionam-se um pouco de orégãos e sal grosso.

Finalização - quando as ervilhas estiverem murchas, abre-se 4 ovos para um recipiente um a um, para ver se estão bons, e colocam-se cuidadosamente na cozedura, um ao lado do outro, tapa-se a panela e deixa-se cozer por mais 7 minutos e está pronto a servir com folhas de salsa.


Por Filipe de Freitas Leal

Sobre o Autor

Filipe de Freitas Leal é Licenciado em Serviço Social pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa. Estagiou como Técnico de Intervenção Social numa ONG, vocacionada à reinserção social de ex-reclusos e apoio a famílias em vulnerabilidade social, É Blogger desde 2007, com o ideal de cariz Humanista, além disso dedica-se a outros blogs de cariz filosófico, teológico e poético.

terça-feira, 1 de outubro de 2013

Poema # 24 - Folhas Soltas ao Vento

Desejo-te mais que o desejo,
Sinto-te na ausência presente,
Como se me deras um beijo,
Tão puro, doce e inocente.

E que o beijo da tua boca molhada
Seja sempre por mim recordado,
Pela noite dentro ou na madrugada,
Ou pela fresca manhã, já despertado.

Encanto-me com a pureza do teu ser,
Tal como das coisas belas, me encanto,
Contemplo o teu dulcíssimo adormecer,
E faço-te versos e rimas para o teu canto.

Canto feito do chilrear dos pássaros
E da brisa a soprar nas folhas das árvores,
De pensamentos que voam até aos píncaros,
Poemas de folhas soltas ao vento nos alvores,
Dizem-nos do que a alma pede e o coração precisa,
Anseio dos desejos e os sonhos da pitonisa.



Autor Filipe de Freitas Leal

Sobre o Autor

Filipe de Freitas Leal nasceu em Lisboa, em 1964, estudou Serviço Social pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa. Estagiou como Técnico de Intervenção Social numa Instituição vocacionada à reinserção social de ex-reclusos e apoio a famílias em vulnerabilidade social, é blogger desde 2007, de cariz humanista, também dedica-se a outros blogs de temas diversos.