10 ANOS

Desde julho de 2007 a debater ideias e a defender causas.

sábado, 2 de março de 2013

2 de Março | Portugal Manifesta-se nas Ruas

As políticas de austeridade, que têm vindo a ser tomadas em Portugal, agravaram ainda mais a situação do país, e sobretudo dos portugueses, com uma taxa de desemprego que ronda oficialmente os 19%, com tendência a subir devido às constantes falências e despedimentos dos trabalhadores.

Para agravar ainda mais, dos 27 países da União Europeia, 20 estão em crise e com uma divida pública excessiva, o que provoca a contração dos mercados e o agravamento da crise económica em toda a zona Euro, e obviamente afeta ainda mais economias frágeis como a portuguesa, nesse sentido os portugueses saem hoje à Rua em sinal de protesto e dizendo Basta e "Que se lixe a Troika, O Povo é quem mais ordena", cantando Grândola Vila Morena para este governo e o seu ministro das finanças, no sentido de que se demitam, mas também vão dizer basta a um Presidente da República que além de estar ausente, é totalmente conivente com este estado de coisas (até porque muito disto é fruto dos seus 10 anos de governo de 1985 a 1995) e da sua política de destruição do tecido produtivo português como as pescas, a industria de conservas, a política do betão, de  só ter sabido fazer auto-estradas (para as importações), e de uma subserviência cega às ordens de Bruxelas, que em nada tiveram em conta um projeto para o futuro de Portugal e dos portugueses.

Tal como em 15 de setembro de 2012, acredita-se que saiam à rua por todo o país, mais de dois milhões de portugueses, de todas as correntes políticas e ideológicas, de diferentes faixas etárias, onde sairão à rua famílias inteiras em sinal de protesto, e este movimento já conta com mais de 2.000.000 de aderentes no Facebook, pelo que se espera um grande número de manifestantes em todas as capitais de Distrito, como Lisboa, Porto, Braga, Coimbra, Évora, Beja entre outras; mas também, é uma  manifestação em simultâneo com outros países europeus que organizam hoje manifestações contra a austeridade e as políticas económicas da UE. As manifestações contra o governo de direita e a auteridade imposta pelos credores e os bancos, teve impacto na imprensa e nas TV's a nível internacional.

Abaixo um video da manifestação em Lisboa, na Avenida da Liberdade, que culminou no Terreiro do Paço.

             
Autor Filipe de Freitas Leal


Sobre o Autor

Filipe de Freitas Leal nasceu em Lisboa, em 1964, estudou Serviço Social pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa. Estagiou como Técnico de Intervenção Social numa Instituição vocacionada à reinserção social de ex-reclusos e apoio a famílias em vulnerabilidade social, é blogger desde 2007, de cariz humanista, também dedica-se a outros blogs de temas os.

2 comentários :

Concordo com a luta de um povo unido para estas manifestações em sina de protesto. O povo unido já mas cerar vencido.

Cara Maria José Santos

Obrigado pelo seu comentário, e concordo plenamente consigo, o objetivo destas manifestações são antes de mais, unir o povo, lutar pelos direitos anteriormente conquistados, impedir as politicas de austeridade que são uma verdadeira injustiça social e promover um novo rumo para a Europa e todos os povos europeus.

Enviar um comentário