10 ANOS

Desde julho de 2007 a debater ideias e a defender causas.

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Músicas - L'Indifférence - Gilbert Becaud


Música francesa, escrita por Maurice Vidalin nos anos 70, e composta pelo celebre cantor Gilbert Bécaud, tendo sido interpretada por variadissimos outros interpretes, quer em França quer noustros países, sendo esta uma das músicas mais emblemáticas de Gilber Becaud, tal como "L'important c'est la rose", aqui "L'indifférence" é uma música que serve de apelo, a uma atitude claramente humana e humanista, nesta música fala mais à consciência coletiva do que ao coração.


L'Indifférence
Les mauvais coups, les lâchetés
Quelle importance
Laisse-moi te dire
Laisse-moi te dire et te redire ce que tu sais
Ce qui détruit le monde c´est :
L´indifférence

Elle a rompu et corrompu
Même l´enfance
Un homme marche
Un homme marche, tombe, crève dans la rue
Eh bien personne ne l´a vu
L´indifférence

L´indifférence
Elle te tue à petits coups
L´indifférence
Tu es l´agneau, elle est le loup
L´indifférence
Un peu de haine, un peu d´amour
Mais quelque chose
L´indifférence
Chez toi tu n´es qu´un inconnu
L´indifférence
Tes enfants ne te parlent plus
L´indifférence
Tes vieux n´écoutent même plus
Quand tu leur causes

Vous vous aimez et vous avez
Un lit qui danse
Mais elle guette
Elle vous guette et joue au chat à la souris
Mon jour viendra qu´elle se dit
L´indifférence

L´indifférence
Elle te tue à petits coups
L´indifférence
Tu es l´agneau, elle est le loup
L´indifférence
Un peu de haine, un peu d´amour
Mais quelque chose

L´indifférence
Tu es cocu et tu t´en fous
L´indifférence
Elle fait ses petits dans la boue
L´indifférence
Y a plus de haine, y a plus d´amour
Y a plus grand-chose

L´indifférence
Avant qu´on en soit tous crevés
D´indifférence
Je voudrai la voir crucifier
L´indifférence
Qu´elle serait belle écartelée
L´indifférence


A maldade, covardia
que importância
Deixe-me dizer-lhe
Deixe-me dizer e repetir o que você sabe
Que destrói o mundo é:
indiferença

Ela quebrou e corruptos
Mesmo infância
Um homem caminha
Um homem caminha, grave, morrendo na rua
Bem ninguém viu
indiferença

indiferença
Ele vai matar você em pequenos goles
indiferença
Você é o cordeiro, que é o lobo
indiferença
Alguns ódio, um pouco de amor
Mas algo
indiferença
Com você, você é um estranho
indiferença
Seus filhos falar com você mais
indiferença
Seu antigo não vai ouvir ainda mais
Quando você as suas causas

Você ama e você
Dança cama
Mas ela assiste
Ela está observando você brincar de gato e rato
Meu dia vai chegar, ela disse
indiferença

indiferença
Ele vai matar você em pequenos goles
indiferença
Você é o cordeiro, que é o lobo
indiferença
Alguns ódio, um pouco de amor
Mas algo

indiferença
Você é um corno e você não se importa
indiferença
Ela fez sua lama pequena
indiferença
Não há mais o ódio, o amor não mais
Há muito mais

indiferença
Antes de tudo ser cortado
Da indiferença
Eu gostaria de ver o crucificado
indiferença
Seria bom rasgada
indiferença
 Kostenloser Besucherzähler Pessoas visitaram esta página

Sobre o Autor

 - Nasceu em 1964 em Lisboa, é estudante de Serviço Social no  Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas - ISCSP, Fundou este blog em 2007, para o debate de ideias e a defesa do humanismo, edita outros blogs, cujo teor vai da filosofia à teologia, passando pelo apoio ao estudo autodidático. (ver o Perfil  

0 comentários :

Enviar um comentário