Raif Badawi o Direito de Ser Blogger

Somos todos Raif Badawi, se acreditamos que a liberdade de expessão é um direito inalienável da Pessoa Humana, então todos somos Raif Badawi.

O Humanismo

O Humanismo mais que uma ideologia é uma praxis ao alcance de cada um de nós, somos chamados a fazer o que estiver ao nosso alcance e de acordo com as nossas possibilidades em prol do bem comum.

A Terceira Idade e a Cultura Intergeracional

A revolução grisalha, e a cultura de uma sociedade intergeracional, juntanto-se a todo o conjunto de uma cultura de inclusão, a força da juventude e a sabedoria da idade produzem um mundo novo.

Solidariedade Social

A solidariedade social, mais que comunhão de esforços em prol de causas é o dar-se em prol dos nossos semelhante, é um dos temas centrais deste blog,.

Trabalhos Académicos, do Serviço Social e Sociologia à Ciência Política

Desde 2010 que o Etcetera, disponibiliza para consulta, um conjunto de estudos académicos de várias áreas da ciência, como sociologia, psicologia, ciência política, economia social entre outras.

Sugestões de Leitura - Lista de Livros

Lista de Livros, sugestão dos mais importantes da Literatura Universal e Humanista, o mais importante é ler bons livros e não sermos guiados pelos livros da moda.

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Dicionários de Ciências Sociais

Eis um conjunto de dicionários, que serve aos leitores como ferramentas de estudo.
É que o estudo das Ciências Sociais, tal como sociologia, ciência política, antropologia, filosofia ou teologia, requerem muitas vezes, a consulta de dicionários especializados para a compreensão de termos técnicos, quer seja para leigos quer estudantes.
Eis pois, que coloco aqui, um pequeno conjunto de Dicionários à disposição dos caros leitores autodidatas, cujo conjunto, ampliar-se-á paulatinamente, à medida que forem surgindo mais e-books, de qualidade e mais dicionários, para poderem ser partilhados convosco. Os dicionários aqui postados, vão da área das Ciências Sociais, que vai da Teologia Bíblica à Serviço Social, passando claro, pela Sociologia, Filosofia, Política, etc., que ficarão desde já, disponíveis para consulta ou download.

 Dicionário Bíblico - download Aqui
 Dicionário de Economia - download Aqui
 Dicionário de Filosofia - download Aqui
 Dicionário de Política - download Aqui
 Dicionário de Psicologia - download Aqui
 Dicionário de Relações Internacionais - download Aqui
 Dicionário Ilustrado das Religiões - download Aqui
 Dicionário de Sociologia - download Aqui
 Dicionário de Termos Técnicos da Assistência Social - download Aqui

Autor Filipe de Freitas Leal



Sobre o Autor

Filipe de Freitas Leal nasceu em Lisboa, em 1964, estudou Serviço Social pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa. Estagiou como Técnico de Intervenção Social numa Instituição vocacionada à reinserção social de ex-reclusos e apoio a famílias em vulnerabilidade social, é blogger desde 2007, de cariz humanista, também dedica-se a outros blogs de temas diversos.

domingo, 24 de fevereiro de 2013

Poema # 13 - A Dança dos Versos

A Poesia expõe o mais profundo
da nossa alma,
Com palavras que não falam, 
mas dançam,
Que não descrevem, 
mas cantam,
Que não nos deixam sós,
Antes transportam-nos,
Para o mais profundo interior,
Onde a nossa alma sente.

Filipe de Freitas Leal (in Facebook 23/02/2013)

Este artigo respeita as normas do novo Acordo Ortográfico.


contador de visitas Pessoas visitaram esta página

Sobre o Autor

 - Nasceu em 1964 em Lisboa, é estudante de Serviço Social no  Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas - ISCSP, Fundou este blog em 2007, para o debate de ideias e a defesa do humanismo, edita outros blogs, cujo teor vai da filosofia à teologia, passando pelo apoio ao estudo autodidático. (ver o Perfil  

sábado, 23 de fevereiro de 2013

Livros de Direito

Eis aqui, à disposição dos leitores do blog, um conjunto de livros de Direito, como uma das áreas do saber técnico e da cultura da cidadania, que se impõe como uma necessidade não apenas de estudantes, mas do público em geral, como meio de conhecimento para a prática da cidadania ativa, nesse sentido são colocados aqui a Constituição da República Portuguesa, a Constituição da República Federativa do Brasil, Código Civil, e também a Declaração Universal dos Direitos Humanos, por ordem hierárquica de importância, nesse sentido colocamos em primeiro plano o Direito Constitucional com as constituições do Brasil e Portugal, dos respectivos códigos civis, seguindo-se as leis laborais e no direito internacional a Convenção de Genebra referente aos Regugiados, e como não podia deixar de ser, os Direitos Humanos, todos os itens abaixo encontram-se atualizados entre 2010 e 2012.

Direito Constitucional
Constituição da República Federativa do Brasil - download Aqui
Constituição da República Portuguesa - download Aqui

Direito Civil
Código Civil Brasileiro - download Aqui
Código Civil Português - download Aqui

Direito Laboral
Código do Trabalho (Português) - download Aqui
Consolidação das Leis de Trabalho / CLT (Brasil) - download Aqui
Estatuto do Trabalhador Estudante (Portugal) - download Aqui

Direito Comercial
Código de Insolvência e Recuperação de Empresas / CIRE (Portugal) - download Aqui

Direitos Humanos
Declaração Universal dos Direitos Humanos / ONU 1948 - download Aqui
Declaração dos Direitos da Criança / ONU 1959 - download Aqui
Declaração sobre a Eliminação da Discriminação contra a Mulher - download Aqui
Declaração Universal dos Direitos dos Animais - download Aqui
Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão 1789 - download Aqui

Direito Internacional
Convenção de Genebra Relativa ao Estatudo dos Refugiados - download Aqui

Outros Livros e Artigos

Nacionalidade e Apatridia, Manual para Parlamentares - download Aqui

Autor Filipe de Freitas Leal


Sobre o Autor

Filipe de Freitas Leal nasceu em Lisboa, em 1964, estudou Serviço Social pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa. Estagiou como Técnico de Intervenção Social numa Instituição vocacionada à reinserção social de ex-reclusos e apoio a famílias em vulnerabilidade social, é blogger desde 2007, de cariz humanista, também dedica-se a outros blogs de temas diversos.

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

DC - Desenvolvimento Comunitário

A Cadeira de Desenvolvimento Comunitário, é uma disciplina obrigatória do 2.º semestre do 3.º ano do Curso de Serviço Social - Pós Laboral do ISCSP/UTL Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade Técnica de Lisboa, no ano letivo de 2012/13, 
cadeira esta que equivale no final a 5 créditos (ECT’s).
A Professora Auxiliar Convidada Doutora Paula Campos Pinto, (foto abaixo) é quem ministra esta cadeira, que faz parte da área científica da Política Socialtendo uma carga horária de 3 horas semanais para um total previsto de 130.
A metodologia é feita através da leitura de livros indicados aos alunos e de exposições realizadas em aula, cada aluno é convidado a exercitar o seu senso critico e espírito de análise, com o intuito de operacionalizar os conhecimentos, devendo contudo serem promovidas atividades que permitam a análise e aplicação de conceitos, resultando na aquisição de competências teóricas e metodológicas, que por outro lado possam ser posteriormente aplicadas pelos alunos em situações de trabalho em contexto macrossocial.
Sistema de avaliação: Avaliação contínua (apresentação oral - 50%- e apresentação escrita - 50% de trabalho de grupo) ou, em alternativa, exame final de avaliação de conhecimentos escrito (100%).
Objetivos da cadeira são: Saber diagnosticar adequadamente situações-problema e definir estratégias de intervenção social em contexto comunitário, nomeadamente:
1. Reconhecer as principais variáveis em jogo no trabalho comunitário;
2. Discutir a relação entre Desenvolvimento Comunitário, funções económicas e sociais do Estado e cidadania;
3. Identificar a estrutura conceptual do Desenvolvimento Comunitário;
4. Reconhecer a contribuição da Antropologia Aplicada, da Sociologia de Intervenção e da Abordagem Sistémica para o Desenvolvimento Comunitário;
5. Descrever e discutir a metodologia do Desenvolvimento Comunitário nas suas diversas fases;
6. Aplicar o Desenvolvimento Comunitário a várias situações.
Espera-se que os estudantes desenvolvam competências:
- De caracterização dos diferentes contextos de trabalho em comunidade;
- De utilização de técnicas adequadas em contextos diferenciados;
- Para saber situar-se em termos emocionais perante situações potencialmente violentas.
A Bibliografia adotada é entre outros livros, os abaixo indicados:
Carmo, Hermano (1999) "Desenvolvimento Comunitário" Lisboa,  Universidade Aberta, 2ª edição, 304 pgs. 17,16 €.
Carmo, Hermano (2000), 'A Atualidade do Desenvolvimento Comunitário como estratégia de Intervenção Social. , in Actas da 1ª Conferência sobre Desenvolvimento Comunitário e Saúde Mental, Lisboa, ISPA
O Programa, desta cadeira é aqui exposto, capítulo a capítulo e visa orientar o desenvolvimento das aulas e respectivas datas, tendo iniciado a 20 de setembro de 2013.
1. O processo de intervenção social em comunidades
2. As alterações do ambiente de intervenção social
3. O desenvolvimento comunitário: enquadramento geral
4. Antropologia aplicada (AA) e desenvolvimento comunitário
5. Sociologia de intervenção e desenvolvimento comunitário
6. Metodologia da intervenção comunitária
7. Campos específicos do desenvolvimento comunitário

Autor Filipe de Freitas Leal

Sobre o Autor

Filipe de Freitas Leal nasceu em Lisboa, em 1964, estudou Serviço Social pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa. Estagiou como Técnico de Intervenção Social numa Instituição vocacionada à reinserção social de ex-reclusos e apoio a famílias em vulnerabilidade social, é blogger desde 2007, de cariz humanista, também dedica-se a outros blogs de temas diversos.

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

PH - Políticas de Habitação # Apresentação

A Cadeira de Políticas de Habitação, é uma cadeira opcional do 2.º semestre do 3.º ano do Curso de Serviço Social - Pós Laboral do ISCSP/UTL Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade Técnica de Lisboa, no ano letivo de 2012/13, cadeira esta que equivale no final a 5 créditos, 5 ECTS.

O Professor Assistente Dr. Albino Cunha, (foto ao lado) é quem ministra esta cadeira, que faz parte da área cientifica da Política Social, tendo uma carga horária de 3 horas semanais para um total previsto de 130.

A metodologia adotada é o ensino teórico-prático, com exposições tematicas com recurso a apresentações multimédia, power-point, análise, discussão de textos e orientação de trabalhos que serão feitos abordando os seguintes dois temas abaixo:
1 - As cidades Amigas do Idoso
2 - As cidades Amigas da Criança
Objetivos da cadeira são, permitir compreender as orientações da políticas públicas voltadas para a habitação.
A Bibliografia recomendada é uma vasta lista que consta no descritor da disciplina, ver anexo abaixo.
O Programa, o programa da cadeira é aqui exposto, capítulo a capítulo e visa orientar o desenvolvimento das aulas e respectivas datas, tendo iniciado a 17 de setembro de 2012.

0. Apresentação
1- Conteúdo programático – 18/02
2- Informações sobre avaliação e trabalhos de grupo – 18/02

I. Introdução teórico-conceptual
1- Enquadramento da habitação: Direitos e Políticas Sociais – 25/02
2- Fatores e Processos da influência das opções políticas – 25/02
3- O Sistema de Estado de Bem-estar da Sociedade Portuguesa – 25/02
4- Diretrizes e tendências europeias – 25/02
5- Evolução da Política de Habitação em Portugal - 25/02

II. O Setor da Habitação em portugal
1. Característica do parque habitacional e da população – 04/03

III. A política de Habitação: Orientações programáticas
1- O Programa do governo para a área da habitação – 11/03
2- Planos Nacionais e programas com importância para a área da habitação – 11/03
3- Programa das Nações Unidas: Cidades Saudáveis – 11/03
4- O Planeamento estratégico em matéria de habitação – 11/03

IV. Habitação e Realojamento
1- Modelos, boas práticas e casos de estudo – 18/03
2- Normas e regulamentos o RGEU – 18/03
3- Programas de Realojamento – 18/03

V. Viver (n)a Cidade
1- O Planeamento do espaço para as pessoas – 08/04
2- As funções da cidade – 08/04

VI. Trabalho de Grupo
1.     Apresentações – de 15 a 27/04

2.     Entrega de Texto escrito 27/04

Componente Prática / Recursos Pedagógicos.

  • Tema a Abordar: Cidades amigas do Idoso
A construção desenfreada das cidades nos anos 60 e 70 primou pela teoria do betão. Era preciso encaixar as pessoas e instalá-las em casas. Hoje, o conceito mudou radicalmente e as cidades têm mais que adaptar-se aos habitantes do que o contrário. É preciso que haja harmonia nos espaços e um ambiente variado. Tendo em conta que as populações da Europa estão a envelhecer e será necessário munir estes novos espaços com serviços dirigidos aos mais velhos em áreas como apoio comunitário, serviços de saúde, transportes, habitação e espaços abertos, que promovam a inclusão e a participação social.
Ano Europeu do Envelhecimento Activo e da Solidariedade entre Gerações

  • Tema a Abordar: Cidades Amigas da Criança.
Uma iniciativa internacional que promove a participação da criança nos governos locais. Uma "cidade amiga da criança" é definida como qualquer sistema local de governança – urbano ou rural, amplo ou restrito – comprometido com a realização dos direitos da criança nos termos da Convenção. A Iniciativa Internacional Cidades Amigas da Criança (CFCI) foi lançada em 1996 para promover a resolução aprovada na segunda Conferência das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (Habitat II), que transforma as cidades em locais habitáveis por todos. A conferência declarou que o bem-estar da criança é o principal indicador de um habitat saudável, de uma sociedade democrática e de boa governança.


Documentos para download - Recursos pedagógicos

PF - Políticas de Habitação / Descritor - Download Aqui.
Comunicação Académica - Testes de Capacidade - Download Aqui.
Sumário - Download Aqui.
Ano Europeu do Envelhecimento Ativo e da Solidariedade Entre Gerações - Download Aqui.
Guia Global da Cidade Amiga do Idoso - Download Aqui.
Cidades Amigas da Criança - Download Aqui.
Portugal Adere às Cidades Amigas da Criança - Download Aqui.
Situação Mundial da Infância 2012 - Download Aqui
Relatório Situação da Infância 2012 - Download Aqui

Horário do 2º Semestre do 3º Ano - SS-PL

Iniciou no dia 18 de fevereiro no ISCSP Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da UTL Universidade Técnica de Lisboa, o segundo semestre de estudos, pelo que adicionei acima o horário do Curso de Serviço Social do 3.º Ano do Pós-Laboral,
do qual serão feitos os apontamentos aqui postados para partilhar com a comunidade estudantil da área do Serviço Social.

Neste novo semestre, a UTL Universidade Técnica de Lisboa, deixa de existir, devido à fusão entre as universidades técnica e clássica, que fundidas desde 1 de janeiro, são agora uma só instituição cujo nome adotado é UNIVERSIDADE DE LISBOA, os alunos de ambas as universidades passam a ser a maior comunidade universitária de Portugal, quer a nível da população de alunos, quer de docentes, bem como de pólos universitários e em oferta de cursos superiores, do primeiro ciclo do ensino superior (licenciaturas), pós-graduações, mestrados e doutoramentos.

O Semestre é relativamente curto, devido a férias de Carnaval e Páscoa, resumindo-se a meros três meses e meio, terminando dia 31 de maio, seguindo-se as épocas normal e de recurso a exames.

O novo semestre agora iniciado, terá uma componente didatica mais voltada para a práticae as políticas públicas e sociais, como Desenvolvimento Comunitário, ministrado pela Professora Paula Campos Pinto; Intervenção Psicossocial, ministrado pela Professora Carla Pinto; Planeamento Socioeconómico, ministrado pelo Professor Jorge Rio Cardoso, Política de Habitação, lecionada pelo Professor Albino Cunha; Política da Saúde, lecionada pela Professora Vitória Mourão; Politica do Emprego e Formação Profissional, pela Professora Rosária Ramos.

As disciplinas abaixo citadas, serão por mim mencionadas através de siglas, como: DC - Desenvolvimento Comunitário; IP- Intervenção Psicossocial;  PEFP- Política do Emprego e Formação Profissional; PH- Política da Habitação;  PS- Política da Saúde e por fim PSE- Planeamento Socioeconómico.
Clicar na imagem acima para visualizar.

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Músicas - L'Indifférence - Gilbert Becaud


Música francesa, escrita por Maurice Vidalin nos anos 70, e composta pelo celebre cantor Gilbert Bécaud, tendo sido interpretada por variadissimos outros interpretes, quer em França quer noustros países, sendo esta uma das músicas mais emblemáticas de Gilber Becaud, tal como "L'important c'est la rose", aqui "L'indifférence" é uma música que serve de apelo, a uma atitude claramente humana e humanista, nesta música fala mais à consciência coletiva do que ao coração.


L'Indifférence
Les mauvais coups, les lâchetés
Quelle importance
Laisse-moi te dire
Laisse-moi te dire et te redire ce que tu sais
Ce qui détruit le monde c´est :
L´indifférence

Elle a rompu et corrompu
Même l´enfance
Un homme marche
Un homme marche, tombe, crève dans la rue
Eh bien personne ne l´a vu
L´indifférence

L´indifférence
Elle te tue à petits coups
L´indifférence
Tu es l´agneau, elle est le loup
L´indifférence
Un peu de haine, un peu d´amour
Mais quelque chose
L´indifférence
Chez toi tu n´es qu´un inconnu
L´indifférence
Tes enfants ne te parlent plus
L´indifférence
Tes vieux n´écoutent même plus
Quand tu leur causes

Vous vous aimez et vous avez
Un lit qui danse
Mais elle guette
Elle vous guette et joue au chat à la souris
Mon jour viendra qu´elle se dit
L´indifférence

L´indifférence
Elle te tue à petits coups
L´indifférence
Tu es l´agneau, elle est le loup
L´indifférence
Un peu de haine, un peu d´amour
Mais quelque chose

L´indifférence
Tu es cocu et tu t´en fous
L´indifférence
Elle fait ses petits dans la boue
L´indifférence
Y a plus de haine, y a plus d´amour
Y a plus grand-chose

L´indifférence
Avant qu´on en soit tous crevés
D´indifférence
Je voudrai la voir crucifier
L´indifférence
Qu´elle serait belle écartelée
L´indifférence


A maldade, covardia
que importância
Deixe-me dizer-lhe
Deixe-me dizer e repetir o que você sabe
Que destrói o mundo é:
indiferença

Ela quebrou e corruptos
Mesmo infância
Um homem caminha
Um homem caminha, grave, morrendo na rua
Bem ninguém viu
indiferença

indiferença
Ele vai matar você em pequenos goles
indiferença
Você é o cordeiro, que é o lobo
indiferença
Alguns ódio, um pouco de amor
Mas algo
indiferença
Com você, você é um estranho
indiferença
Seus filhos falar com você mais
indiferença
Seu antigo não vai ouvir ainda mais
Quando você as suas causas

Você ama e você
Dança cama
Mas ela assiste
Ela está observando você brincar de gato e rato
Meu dia vai chegar, ela disse
indiferença

indiferença
Ele vai matar você em pequenos goles
indiferença
Você é o cordeiro, que é o lobo
indiferença
Alguns ódio, um pouco de amor
Mas algo

indiferença
Você é um corno e você não se importa
indiferença
Ela fez sua lama pequena
indiferença
Não há mais o ódio, o amor não mais
Há muito mais

indiferença
Antes de tudo ser cortado
Da indiferença
Eu gostaria de ver o crucificado
indiferença
Seria bom rasgada
indiferença
 Kostenloser Besucherzähler Pessoas visitaram esta página

Sobre o Autor

 - Nasceu em 1964 em Lisboa, é estudante de Serviço Social no  Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas - ISCSP, Fundou este blog em 2007, para o debate de ideias e a defesa do humanismo, edita outros blogs, cujo teor vai da filosofia à teologia, passando pelo apoio ao estudo autodidático. (ver o Perfil