10 ANOS

Desde julho de 2007 a debater ideias e a defender causas.

domingo, 11 de novembro de 2012

Músicas - Under Pressure - Queen

O.k.
Chippin' around
Kick my brains around the floor
These are the days it never rains, but it pours

Ee do bay bup
Ee do bay ba bup
Ee do bup
Bay bup

People on streets
Dee da dee da day
People on streets
Dee da dee da dee da dee da

It's the terror of knowing
What this world is about
Watching some good friends
Screaming, "Let me out!"
Pray tomorrow (gets me higher, high, high)
Pressure on people, people on streets

Turned away from it all like a blind man
Sat on a fence but it don't work
Keep coming up with love
But it's so slashed and torn

Why, why, why?
Love, love, love, love, love
Insanity laughs, under pressure we're cracking

Can't we give ourselves one more chance
Why can't we give love that one more chance?
Why can't we give love?

Give love, give love, give love
Give love, give love, give love
Give love, give love

'Cause love's such an old fashioned word
And love dares you to care for
The people on the edge of the night
And loves dares you to change our way of
Caring about ourselves
This is our last dance
This is our last dance
This is ourselves

Under pressure
Under pressure

Pressure



O.k.
Dando pontapés por aí
Chuto meu cérebro pelo chão
Estes são os dias em que nunca chove, mas transborda

Ee do bup bay
Bup ee do bay ba
Ee do bup
Bup bay

Pessoas nas ruas
Dee da dee dia da
Pessoas nas ruas
Dee da dee da dee da dee da

É o terror de saber
O que realmente é este mundo
Observando alguns bons amigos
Gritando, "Deixem-me sair!"
Rezo para que o amanhã (me deixe mais animado, animado)
Pressão sobre as pessoas, sobre as pessoas nas ruas

Afastei-me disto tudo como um cego
Sentei-me num muro, mas isso não adianto nada
Pois continuo fornecendo amor
Mas esse amor está tão cortado e despedaçado

Por quê, por quê, por quê?
Amor, amor, amor, amor, amor
A insanidade ri-se, sob a pressão e estamos cedendo

Não podemos dar a nós mesmos mais uma oportunidade?
Por que não podemos dar ao amor mais uma hipótese?
Por que não podemos dar amor?

Dar amor, dar amor, dar amor
Dar amor, dar amor, dar amor
Dar amor, dar amor

Porque o amor é uma palavra tão fora de moda,
E o amor desafia-te a importares-te com
As pessoas no limite da noite,
E o amor desafia-te a mudar nossos modos de
Nos preocuparmos com nós mesmos.
Esta é nossa última dança,
Esta é nossa última dança,
Isto somos nós mesmos.

Sob pressão,
Sob pressão,
Pressão.



Autor Filipe de Freitas Leal

Sobre o Autor

Filipe de Freitas Leal nasceu em Lisboa, em 1964, estudou Serviço Social pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa. Estagiou como Técnico de Intervenção Social numa Instituição vocacionada à reinserção social de ex-reclusos e apoio a famílias em vulnerabilidade social, é blogger desde 2007, de cariz humanista, também dedica-se a outros blogs de temas diversos.

0 comentários :

Enviar um comentário