10 ANOS

Desde julho de 2007 a debater ideias e a defender causas.

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Hoje Chove em Sintra

Dia 11 de Junho, um dia após o dia de Camões e das comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo, resolvi sair e dar um passeio a pé, como habitualmente gosto de fazer, indo pensativamente a observar que chove, e chove agradavelmente em Sintra, com um doce nevoeiro ao fundo a enfeitar a paisagem já de si pitoresca.
Eis a poesia desta Sintra chuvosa, algo digno de um clima londrino, dias assim, em Sintra, atraem-nos para a divagação, e entre a neblina nas ruas com o chão molhado, o cheiro do verde húmido, a sentir a chuva bem miudinha cai molhando-me o rosto, dando ideias para a meditação.
Bela como nunca, Sintra misteriosa e doce, que nos faz descobrir em nós mesmos a contemplação que sem ela não haveria, e assim saem as mais belas e inspiradas orações de agradecimento a um Criador que nos dá esta natureza, e a gratidão pela sabedoria necessária para aprecia-la decora-la.
Em Sintra, o Criador presenteou-nos com a beleza poética de cada canto, da Vila até o Castelo, e assim passando pela Pena, Seteais e cada canto, cada rua, cada árvore em Ti se tornam mais bonitas.


Autor Filipe de Freitas Leal


Sobre o Autor

Filipe de Freitas Leal nasceu em Lisboa, em 1964, estudou Serviço Social pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa. Estagiou como Técnico de Intervenção Social numa Instituição vocacionada à reinserção social de ex-reclusos e apoio a famílias em vulnerabilidade social, é blogger desde 2007, de cariz humanista, também dedica-se a outros blogs de temas diversos.

2 comentários :

Desculpem-me amigos, mas adoro chuva!
Chuva à tarde, perto da janela a ler um livro, e acompanhado de chá, que delicia! :-)

Escrevi isto em junho de 2010, o facto é que adoro Sintra e gosto imenso de chuva miudinha e de caminhar nas ruas vazias e molhadas, que tanto convidam à meditação...

Enviar um comentário